segunda-feira, 31 de maio de 2010

Novo trecho do metrô parece com o governo Serra, sem condutor, privatizado e com atraso



O novo trecho da nova linha 4-amarela do metrô de São Paulo foi inaugurado com dois anos de atraso nas obras, o comando dos trens não tem condutor e quem administra a linha amarela é uma empresa, a ViaQuatro, formada por um consórcio e os trens são de fabricação coreana.

A construção desta linha ficou marcada no episódio quando uma cratera se abriu e engoliu vários carros, caminhões e uma van, que deixou 9 vitimas fatais. Além de desabrigar várias famílias dos quarteirões em torno da cratera e que algumas moram até hoje em hotéis.

Para amarelar mais ainda hoje a justiça anulou seis contratos da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) com o escritório de advocacia Grau, Forgioni e Monteiro Silva, do qual fazia parte o ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A 11.ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo determinou que dois engenheiros da estatal e o escritório devolvam R$ 327,1 mil à empresa porque os contratos foram feitos sem licitação e apesar de o Metrô ter funcionários para fazer o serviço.

Em sua sentença, o juiz Cláudio Antonio Marques da Silva considerou que houve improbidade administrativa. A ação foi proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Os contratos foram assinados em 6 de janeiro e em 20 de fevereiro de 2003, quando Eros Grau ainda era sócio do escritório - ele se desligou ao assumir a vaga no STF em 2004.

O escritório foi contratado para defender o Metrô em seis mandados de segurança impetrados por consórcios e empresas de engenharia que questionavam o resultado da pré-qualificação dos licitantes da obra da Linha 4-Amarela, do Metrô.

Ao ser procurada pela imprensa a assessoria do ministro no STF informou que ele não se manifestaria sobre o caso. O advogado Luís Eduardo Serra Neto, que defende o ex-escritório do ministro, afirmou que já recorreu da decisão.

"Essa decisão é contrária à jurisprudência sobre o assunto, seja Tribunal de Justiça, seja nos tribunais superiores. Entendemos que havia obscuridade na sentença e apresentamos embargos de declaração. Esses contratos estão de acordo com a lei e com a jurisprudência."

A linha amarela logo depois da inauguração já deixou muita gente amarela ou vermelha de raiva para explicar o que aconteceu antes do trem andar sem condutor, mas na linha.

70% dos alimentos do país são produzidos pela agricultura familiar



O Blog Muito Além do Jardim, fez uma pesquisa entre seus visitantes perguntando "O que você sabe sobre agricultura familiar?". Para contribuir com os que responderam - gostaria de conhecer alguns casos - vejam esse post.

Mais da metade do leite produzido no Brasil sai dos pastos da agricultura familiar. São pequenas propriedades como a de Roni Gweller, no município de Constantina, norte gaúcho. Além dos sete mil litros de leite produzidos por mês, Roni e a mulher, Loreci, plantam milho, trigo, frutas e verduras. Mas o leite é o que paga as contas.

“Não tem nada que dê maior retorno na nossa propriedade hoje que o leite. Ele é carro chefe. O leite que mantém a casa, as despesas, as prestações”, conta o agricultor de 36 anos.

Segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2006, a agricultura familiar emprega 12,3 milhões de brasileiros, o que representa 74% da força de trabalho no campo. E assim como Roni, mais de 3 milhões de agricultores familiares são donos do próprio negócio.

"Eu faço tudo. Eu nem vou poder nominar o que eu faço, porque a gente faz tudo na lavoura. Cada serviço na sua época. Quando é verão, você tem uma coisa para fazer.

Quando é inverno, outra coisa. Na entressafra, que tem menos coisa, nunca pára o serviço para quem tem gado leiteiro. A vaca não espera para amanhã. Tem que tirar o leite duas vezes por dia.”

Israel ataca navio de ajuda humanitária aos palestinos‎

  
Israel acrescentou mais um crime contra a humanidade em sua longa lista, em seu ataque pirata contra os navios a Frota de Liberdade, no dia de hoje 31/05, que deixou mais de 16 mortos civis.

São de várias nacionalidades os militantes solidários feridos as dezenas; sendo a maioria turcos. O ataque se deu em águas internacionais, no mar mediterrâneo em frente a Faixa de Gaza.

O objetivo da Frota da Liberdade era o de quebrar o bloqueio contra o povo palestino na Faixa de Gaza, levando 600 cadeiras de rodas para deficientes físicos que são vitimas da “Operação Chumbo Derretido” praticado contra Faixa de Gaza em 2008/2009, material de construção, madeiras, 100 casas pré-fabricadas, cimento e alimentos; que totalizam 10 toneladas de ajuda humanitárias.

São 750 ativistas civis entre eles 44 deputados e membros de Kenesset (Parlamento “israelense”) também representantes de Direitos Humanos, advogados, médicos e enfermeiros, de mais de 66 paises, reafirmando que as agressões aconteceram em águas internacionais.

O governo do Estado Sionista de “Israel” sempre declarou a retirada de suas tropas da Faixa de Gaza. Com sua ultima agressão contra os navios usando a força desproporcional e assassinando inocentes desarmados, civis de dezenas de países do mundo, “Estado de Israel”, com esta atitude de governo revela a sua verdadeira face.

“Israel” significa guerra, destruição e crimes contra a humanidades, esta é a verdadeira face do “Estado sionista e racista de Israel”. Também com esta atitude o governo de “Israel” revela claramente, que continua uma força de ocupação, e que a Faixa de Gaza deve ser considerada um zona ocupada, pois é, e nunca deixou de ser controlada pela exército assassino da entidade sionista.

A condenação dos países contra este massacre praticado não basta, devem tomar medidas que obriguem “Israel” a por fim ao bloqueio desumano na Faixa de Gaza, e levar os criminosos diante dos tribunais de guerra. Também deve obrigar “Israel” a reconhecer os Direitos inalienáveis do povo palestinos; como o de viver em liberdade em seu território e com Direito de Retorno a sua terra.

O Estado Sionista de “Israel”, não tem o direito de se considerar acima de Lei e transformar as águas internacionais com zonas militares por questões de segurança, agindo como piratas. Estado sionista de “Israel” não tem direito de usar as suas forças armadas contra civis desarmados em águas internacionais!

Nem seqüestrar centenas de civis, seus navios e cargas de ajuda humanitária. O Estado sionista de “Israel” não pode continuar agindo fora da Lei Internacional, do Direito internacional, afrontando todas as resoluções da ONU, deve ser parado já; para que não cometa mais assassinatos e genocídios contra o povo palestino e agora também contra os solidários internacionalistas.

Os invisíveis, demotucanos cortam programas sociais


Mais um tabu cai para desespero da imprensa golpista e da elite da massa cheirosa paulistana que devem estar achando horríveis esses novos números da FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.
A vítima da exclusão social, inclusive aquela que acaba indo morar nas ruas, torna-se a culpada pelo seu desemprego. Para os padrões atuais, a pessoa está nessa situação porque não se preparou para o mercado, porque não fez direito a lição de casa, e geralmente vem do nordeste, é o que dizem os cheirosos.
Apesar de fatores como demência, abandono, drogas e álcool serem responsáveis por levarem algumas pessoas a viverem nas ruas, a exclusão social e econômica ainda é a grande vilã.
Os números da FIPE apontam que quase metade dos moradores de rua do centro da capital paulista (46,2%) veio do Estado de São Paulo. Primeiro choque por que a massa cheirosa, (por fora, mais por dentro...) fala para quem quiser ouvir “Esse povo tem que voltar para seu estado de origem”.
No país inteiro estima-se que existam 30 mil moradores de rua e a metade está em São Paulo, perto de 14 mil pessoas de acordo com o estudo, isso significa que uma parte considerável da população em situação de rua é de origem local, ou de regiões próximas, sem ter migrado do campo para a cidade.
Calcula-se hoje que são quase 14 mil moradores de rua em São Paulo, pior ainda é que desse total, quase sete mil, 27,7% são da cidade de São Paulo, sendo 12,8%, do interior do Estado e 5,9%, da Grande SP.
Na divisão por regiões brasileiras a pesquisa aponta que a maioria dos sem-teto do centro (57,7%) provém do Sudeste. Do Nordeste e do Norte, regiões mais pobres do país, vieram 33,1% e 0,6%. Do Sul, são 6,5% e do Centro-Oeste, 1,5%.
Está fora da realidade quem diz “Dá uma passagem de ônibus para eles voltarem para sua terra”, pois a metade dos moradores rua do país é daqui mesmo, do estado paulista. Em 2000, quando foi feito o censo anterior, eram 8.706 pessoas nessa situação. Em nove anos, as ruas ganharam mais de cinco mil pessoas.
Nos últimos seis anos durante a gestão Serra/Kassab na prefeitura de São Paulo foram cortados mais de 30% dos recursos da assistência social e programas sociais e vários locais de triagem foram desativados e outros que serviam de abrigos foram fechados. Para os demotucanos essa população de rua é invisível, eles não têm um outro olhar.

domingo, 30 de maio de 2010

Direita tapada, Nova York fica no Estados Unidos


Votar neste candidato ou naquele é uma opção livre e democrática, e também se considerar um eleitor de posicionamento de direita ou esquerda. O que não pode é espalhar factóides, mentiras, e bobagens.

A direita além de fazer o jogo sujo é tapada, o que não é novidade, e o forte deles parece que não é geografia e muito menos história. Basta ver o que fizeram na educação em São Paulo, distribuíram para os alunos de mapas de geografia com dois Paraguais e sem Equador.

Na semana seguinte em que a candidata Dilma esteve em Nova York, EUA, espalharam uma mensagem indagando se Dilma não poderia ir para aos Estados Unidos, caso seja eleita. Acho que eles não sabem que Nova York fica nos Estados Unidos.

A pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, esteve no dia 21, em Nova York para reuniões com investidores internacionais. No dia anterior, ela participa de um jantar no Hotel Waldorf Astoria qual o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, receberá o prêmio de personalidade do ano concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos (Brazilian-American Chamber of Commerce).

Meirelles foi escolhido juntamente com o presidente da empresa norte-americana GE, Jeffrey Immelt. A premiação é um reconhecimento das pessoas que ajudam a aumentar as relações comerciais entre o Brasil e os Estados Unidos.

Dilma não pode entrar nos Estados Unidos
veja nos blogs Com Texto Livre e Gente Mentirosa
Mensagens enviadas pela extrema-direita fascista perguntam:
BOA PERGUNTA!
Se por uma infelicidade a Dilma for eleita quem representará o Brasil, nas reuniões que forem realizadas nos EUA, considerando que ela não pode entrar naquele país.(Quanta bobagem e ignorância juntas) 




A direita se procupa com os políticos brasileiros porque estão acostumados a ver presidentes brasileiros, antes do presidente Lula, se humilharem e ficar sempre em posição incomoda na frente dos americanos, e ainda achar graça.

 

O nosso Hino, no Brasil e na Assembleia paulista

No Brasil, um país de todos



Na Assembleia Legislativa (Tucana) de São Paulo

José Serra está "baseado" em FHC


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defende a descriminalização de todas as drogas, e não só da maconha como pregou o relatório da Comissão Latino-americana sobre Drogas e Democracia, da qual ele fez parte. "Acho que deveríamos incluir todas as drogas. Todas fazem mal. Mas a política de guerra às drogas não está funcionando".

Esse foi seu pronunciamento no encontro da Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia, no Viva Rio. Se continuarmos usando a lei para colocar usuários ou pequenos traficantes na cadeia, estamos agravando a situação", defendeu Fernando Henrique.

O ex-presidente fez questão de deixar claro que não é a favor da legalização. "Drogas fazem mal. Tem que haver campanha de redução de consumo, como fazemos com o cigarro". Mas reconhece que mesmo com descriminalização e campanhas educativas é difícil acabar com o consumo.

José Serra candidato de FHC diz que o governo da Bolívia é conivente com o narcotráfico, diz que vai criar o ministério da Segurança e quando foi governador em São Paulo, o quartel general dos tucanos,não conseguiu acabar com a cracolândia o mais fumômetro de crack a céu aberto do mundo, e também não mudou esse quadro:

    

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Utilização ilegal da rede de computadores da Assembleia Legislativa de São Paulo


Recentemente foi denunciado o ato ilegal de uso da rede interna da Câmara Federal com grande distribuição de e-mails com inverdades e ataques a imagem da pré-candidata a presidente, Dilma Rousseff

A apuração da Câmara dos Deputados identificou que os deputados federais, Paulo Bornhausen (DEM) e ACM Neto (DEM), permitiram que funcionários enviassem e-mails difamatórios. O que é ilegal.

Na Assembleia Legislativa de São Paulo as normas também condenam a violação do regulamento interno. A cópia acima identifica quem enviou, gentequefaz@al.sp.gov.br e quem recebeu.

E trás a prova de que estão utilizando a rede interna e externa (internet e intranet) de computadores para assuntos não inerentes ao trabalho técnico, e custeado com recursos da administração pública.

Afrontando os termos do ATO nº 26 de 27/09/1999 - da Mesa da Alesp, em especial os artigos 7º e Parágrafo Único do artigo 8º.

Os objetivos e informações dos e-mails não traz informações relacionadas ao desenvolvimento do trabalho técnico e legislativo pois trata exclusivamente de comentários de cunho pessoal contrariando frontalmente ao aludido ato da Mesa nº 26.

Diz as normas internas da Assembleia Legislativa, que os sistemas internos e externos de uma rede de computadores da administração pública só devem ser utilizados para informações relacionadas ao desenvolvimento do trabalho técnico e legislativo.

Além da identificação do site da Assembleia (al.sp.gov.br), como notamos na imagem com o logo oficial, sabe-se também que foram enviados centenas de e-mails para a rede interna e também para outros da rede externa. 

Isso é jogo sujo. Seja atacando ou defendendo este ou aquele candidato o fato é ilegal e deve ser investigado, e o servidor e a quem responde, punidos administrativamente pela Mesa Diretora da Alesp.

A Assembleia Legislativa de São Paulo é composta por 94 deputados sendo que 75% são deputados da base de apoio ao governo do PSDB.

Se existe a liberdade de uso do "Sistema Notes" pelos funcionários da casa de leis, é porque não estão agindo dentro da lei, por mais paradoxo que possa ser. E lembrando o slogan, São Paulo, um Estado cada vez melhor.

Guerra: o Serra não "pode mais" cair nas pesquisas.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Curso de trololês: aprenda falar em 7 minutos



Esse curso de 2006 é rápido, você pode ver de novo em 2010

Sobre o documento assumindo que cumpriria o mandato de prefeito
O que Serra assina não vale. Só em cartório
Falou ainda durante a campanha para prefeitura em 2004
"Que os eleitores deveriam cobrar se não cumprisse"

Repetiu a promessa dizendo que não seria candidato em 2010
2010 está muito longe, saiu do governo 8 meses antes do fim

Saneamento
Junto com Kassab deixou diversos bairros e
cidades do estado de baixo da água durante meses
Suspendeu os serviços de limpeza dos rios por 3 anos
Com a ajuda da Sabesp fez esgoto retornar às casas

Saúde
Terceirizou a maioria dos serviços públicos de saúde
Piorou o atendimento nos Hospitais Públicos
Em prejuízo aos usuários do SUS

Transporte público
Serra e Kassab alteraram o Bilhete Único
A frota de ónibus piorou e ficou mais velha
Segundo estudos, a maior parte dos trabalhadores passam
em média quase três horas dentro dos ónibus

Segurança pública
Série de ataques foi quando o PCC parou o Estado.
A segurança pública piorou em todos os índices,
latrocínio, homicídio, sequestros relâmpagos, assalto a banco
"Vou enfrentar o crime organizado". Não enfrentou
Polícia Civil descontente e com vários movimentos de greve
A Policia militar é a penúltima colocada em salário do país

Educação
Nível de escolaridade continuou mal avaliado, abaixo da média
O ensino público em São Paulo continua de baixa qualidade
Não tem o segundo professor nas salas de aula
A maioria das salas continua com 50 alunos por sala
Governo Serra não valorizou os professores da rede estadual

Migração
"São Paulo tem muita migração"
Serra diz que tem gente chegando a toda hora
Essa gente, Serra não deve saber que são brasileiros
Não importa o lugar, nortista e nordestino ele não gosta mesmo
Quando ele fugiu para o Chile será que alguma autoridade chilena
falou que "Tem fujão chegando toda hora"

Se você ainda não aprendeu, inscreva-se
Matriculas abertas: Até outubro de 2010

'Mentirômetro' traz deslize de tucano sobre investimento

 
Reproduzo neste post matéria da Folha de S.Paulo:


Comparação negativa sobre investimentos públicos no Brasil é de economista tucano, com dados não auditados

O tucano José Serra misturou dados enganosos e de consistência duvidosa ao atacar a escassez de obras públicas no Brasil e exaltar a expansão desses investimentos durante sua gestão no governo paulista.
 
Diferentemente do que disse, a taxa de investimentos públicos -a participação deles na economia- não chegou a triplicar em São Paulo. Passou de 0,43% para 0,97% do PIB estadual.

Foi triplicado, isso sim, o valor dos investimentos paulistas em moeda corrente, sem descontar a inflação. Pelo mesmo critério, os investimentos federais duplicaram no segundo governo Lula.

Apesar do crescimento, São Paulo é um dos que menos investem como proporção do PIB local. A taxa também é inferior à da União, de 1,03% do PIB em 2009.

A afirmação de que os investimentos públicos no Brasil só superam os do Turcomenistão se baseia em estudo do economista José Roberto Afonso, ligado ao PSDB, a partir de dados de 2007 enviados ao FMI.

O próprio autor ressalva no documento que os dados não foram auditados e podem ter sido apurados por metodologias diferentes.

"Mais uma do Trololó, falando a sua língua, o trololês"

terça-feira, 25 de maio de 2010

Todos já perceberam que Serra está sem discurso



Quando escrevi a postagem anterior pensei na possibilidade de que os leitores pudessem me achar tendencioso por sempre definir José Serra um político vazio, costumeiro e vezeiro em apropriação de ideias e projetos de outros. Lembrem do programa da AIDS e dos Genéricos.

Assisti a apresentação dos três pré-candidatos na CNI e fiquei com a sensação e certeza de minha avaliação onde procurei passar o que realmente havia presenciado. Mas, como hoje dividem na globosfera em quem é contra ou a favor a esse ou aquele candidato.

Como tentei passar aos leitores e navegantes a firmeza de Dilma Rousseff em seus argumentos, e domínio do que falava, e presenciando a reação da platéia em cada resposta feita pelos representantes das entidades da indústria, tive a certeza do conteúdo que escrevi.

Ao ver José Serra, primeiro irônico e indagando a ministra depois que ela se retirou e não podia responder, (coisa de aproveitador e rasteiro) quanto a taxa de juros. E ainda dizendo que não entendia o que a ex-ministra queria dizer.

Serra tentou ser leve, engraçado, e falou sobre torcedores de futebol, e coisas do gênero, e ainda pediu desculpa pela informalidade, me deixou uma impressão que está acuado e sem saber que caminho tomar na campanha.

Quando vi o apresentador do encontro o jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de S.Paulo e da UOL, integrantes do PIG falar a mesma coisa, tive a certeza que não somos tendenciosos e sim realistas.

Serra, além de estar sem nova proposta, plano de governo, quando faz uma critica a coisa fica pior. E como não quer criticar abertamente o governo Lula fica com cara de "sabe, não sei"

Serra está perdido e provavelmente abalado pela sua queda nas pesquisas, como não tem discurso e nem acha o tom de sua fala corre o risco de cair no ridículo, pois não tem empatia e nem dom para comediante. Para ficar com cara de palhaço só falta arrumar um nariz redondo e vermelho.

Quem fez pode falar mais em crescimento e conquistas

A pré-candidata Dilma Rousseff encerrou sua participação na CNI - Confederação Nacional da Indústria durante encontro entre pré-candidatos declarando o crescimento do país e a consolidação dos programas do governo federal, e concluiu sua participação, dizendo:

"Quero firmar três compromissos simples: situar a economia brasileira entre as mais ricas, crescer de forma sustentável a taxas elevadas a mais de uma década, garantindo melhora da renda percapita, e eliminando a miséria e a pobreza, e levar nosso país a uma situação de classe média", declarou.

Dilma Rousseff defende uma melhoria nos impostos para aumentar ainda mais os recursos aplicados em energia, saneamento básico e habitação. Não deixou de lembrar do governo de FHC que antecedeu ao do presidente Lula, ao encerrar sua explanação:

"Rompemos com anos e anos de estagnação e desigualdade. Criamos uma nova realidade, que é baseada hoje em oportunidades. Hoje olhamos o Brasil com outros olhos, que nós conquistamos para nós mesmos", afirmou.

Após a fala de Dilma, o candidato Serra abriu sua apresentação criticando a ex-ministra, "Não entendi a explicação da ex-ministra Dilma. Entra governo, sai governo, e temos os maiores juros do mundo", afirmou Serra.

Experiência própria, pois no fim do governo FHC a taxa de juros básicos estava na casa dos 27,5, a taxa selic. Serra procurou passar para as câmeras que  estava a vontade e procurava  chamar todo mundo pelo nome mostrando ter intimidade com a platéia.

E continuou falando em números, trocando uns, ou dizendo não sei se 2,6% ou 1,6%, e sem ser objetivo a cada exemplo procura dados em suas anotações, números que não encontrava.

E no fim disse que não seguiu nenhum esquema para falar, foi tudo de improviso. Quem nunca fez, contribui para o atraso, não encontra números e nem argumentações.

Fez piadas, falou de times futebol, que esse torcia para tal, o apresentador para outro, de camisinha furada, e no fim pediu desculpas pela informalidade. Na hora de falar sério, preferiu fazer piadas. Trololó puro, falou na sua língua preferida, o trololês.

TV Brasil Internacional para o mundo ver como é o país



O lançamento da TV Brasil Internacional é a realização de um sonho por permitir mostrar ao mundo a grandeza do Brasil e a qualidade do seu povo, e não apenas os piores momentos do País como muitas vezes ocorre nas TVs comerciais, afirmou o presidente Lula durante a cerimônia realizada no Palácio Itamaraty, em Brasília.

E o início das transmissões dos programas da TV Brasil para o exterior é mais um passo para provar que é possível fazer uma TV pública de qualidade e republicana, “que não seja nem ‘chapa branca’ mas que também não seja oposição a priori”, afirmou Lula. “Nós queremos uma TV pública que possa mostrar o Brasil lá fora como ele é.”

O presidente Lula gostou de saber que o início das transmissões internacionais da TV Brasil será para 49 países africanos, pela similaridade entre brasileiros e os povos da África.

E lamentou o fato de que provavelmente não poderá ver, como presidente, o início das transmissões da TV pública brasileira para os países da América Latina, que ocorrerá num segundo momento.

Segundo a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), o canal internacional divulgará informações sobre o Brasil, sua cultura, povo, riquezas e oportunidades, atendendo à demanda feita pela comunidade de brasileiros que vivem fora do país.

Na 2ª Conferência de Brasileiros no Mundo em outubro de 2009, vários brasileiros pediram ao governo que a programação da TV pública fosse oferecida no exterior. O Brasil tem hoje mais de três milhões de brasileiros que vivem em outros paises.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

O rosto da Marina morena pintou na direita



Não imaginava ver essa pintura nesse rosto

Serra: Sérgio Guerra não tá dando certo

Caro Sérgio Guerra, desse jeito não dá, tô fazendo de tudo e empaquei nas pesquisas. E o pior "ela está Dilmais" já me passou. Ela não usa máscara, chapéu, adereços, não põe nenhuma fantasia e convence os eleitores. E eu não. Veja o relatório do que já fiz para agradar a todos e os lugares que visitei e depois de tanto esforço, não tá dando certo.

Fui pró norte e cai na pasquisas













Visitei o nordeste e me saí mal














Passei em Brasília e falei com meu amigo



















Passei no Rio e me fiz de carioca















Mostrei que não sou o que falam de mim



















Falei com todo carinho com os professores













Procurei falar com as pessoas da periferia






Consegui o apoio do Paulo "Ficha Limpa" Maluf

Só falo bem do Lula que tem 80% de aprovação



















No Sul estou com Yeda Crusius e não abro















Toco até em festinha de criança













Dei até beijo de Judas em mineiro















E no fim ficam me chamando de........................













Estou ridículo? Assim não dá


domingo, 23 de maio de 2010

Enquanto isso no comitê central dos demotucanos


Bastou o DataFalha divulgar uma pesquisa com empate entre Dilma e Serra, para que os botões de alerta fossem ligados no comitê central dos demotucanos. Em busca de uma nova estratégia, de preferência bem macabra e rasteira.

Porque nas outras eles não acreditavam que Serra já aparecia em 2º lugar. Mas, não fez uns 40 dias que ele estava 9 pontos na frente no mesmo DataFalha? E os gritos de horror se espalhavam.

E como não tinha um coordenador foi um tal de quem gritava e berrava mais alto era ouvido e mandava. Eu não acredito, o Serra falou que levava no 1º turno, resmungou o senador tucano Arthur Virgilio da zona, franca de Manaus.

Olhando no espelho arrumando o cabelo, esticando as olheiras, o senador Alvaro Dias (PSDB) disse para quem quisesse ouvir, não dá para maquiar? Essa pesquisa estou falando.

Como pode "Ela" passou a gente em maio, e eles esperavam que fosse em julho. Ou eles estão rápidos ou o Serra, “não pode mais”. Quem manda ficar falando que o "Lula está acima do bem e do mal".

Se nas outras pesquisas estamos atrás e nessa que é "nossa" dá empate, é porque estamos atrás também. Primeiro vamos chamar o pelotão de choque, liguem para a Mirian (Leitão), Eliane (Catanhêde), e o Arnaldo (Jabor), mas ele tá aqui hoje é o plantão, hoje é ele que espalha o terror na TV.

Nessa hora chega Tasso Jereissati (PSDB) em seu jato particular e reclamando, "o homem caiu em todo lugar, temos que correr atrás do prejuízo, um avião só não vai dar". Lá no nordeste empacou ficou no zero. E ainda botou um chapéu de nordestino, não pegou bem.

Jereissati diz, “aqui em São Paulo o plano era ficar com cinco milhões de votos a mais, não está dando nem três como vamos enfrentar os nordestinos nas urnas”. Porque aqui a operação afoga nosdestino e pobre do Kassab/Serra não deu certo, tentam desde janeiro. E  pegou mal.

Mas o homem caiu no Sul, no Norte, e no Centro Oeste, até na casa da Kátia Abreu (DEM) a empregada não vai mais votar nele. Também ela não dá comida e nem deixa ir ao banheiro, se quer o que. Diz em tom baixo ACM Neto (DEM). O baixo não é em relação ao tamanho e sim da genética política.

A "Folha Amiga" já está fazendo enquete para saber se quem fez propaganda antecipada deve ser inelegível, é, mas não fizemos também com o DEM. Não vai resolver. O senador Sérgio Guerra(PSDB), disse, quero a paz com o PIG, guerra só com o Lula.

O desespero continua, chega de Belo Horizonte o senador Eduardo Azeredo (PSDB), e logo foi cercado. Cadê o Aécio? "Sumiu, virou pó". Precisamos ver se ele muda de opinião e deixar prá lá esse negócio de dignidade. Ruminou o senador peso pesado Heráclito Fortes(DEM).

Eu sei e de dignidade eu entendo vim aqui para dizer, Azeredo parou e baixou a cabeça, e disse: Lá em Minas tá pior, o governador Anastasia que desistir porque não passa dos 10%.

César Maia(DEM) que acabava de chegar da cidade maravilhosa viu a coisa feia, o Fernando Gabeira não me chamou para o palanque e ainda na pesquisa tá junto com o Garotinho, e nem podemos falar que é pedofilia.

Cadê o FHC? Pergunta apavorado o senador Demóstenes Torres(DEM), que detesta qualquer coisa que lembre o escuro. Tá no escuro, não sai mais do quarto, parece que tá com a síndrome do Apagão, acostumou a ficar no escuro.

Vamos mudar de discurso de agora em diante vamos assumir que somos contra o Lula, e essa gente que tá ganhando mais, comendo mais e trabalhando mais. Nesse momento todos saíram e a casa do horror ficou vazia.

Serra em queda livre em todas as regiões do país


O candidato com maior índice de rejeição apontado na última pesquisa do DataFolha, José Serra, aparece em queda nos índices de votos a presidente. Serra perdeu 5 pontos na região sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo) onde estão 44% dos eleitores. Aproximadamente 60 milhões de eleitores.

No norte  (Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Tocantins, Roraima, e Amazonas) e Centro-Oeste (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal)  onde estão 14% dos eleitores, Serra perdeu 8 pontos.

No Nordeste, com nove estados, (Pernambuco, Alagoas, Marahão, Piauí, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Sergipe) que representam 27% do eleitorado, Serra não caiu, e nem subiu ficou no zero.  Dilma cresceu 7 pontos.

E no sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) com o 15% do eleitorado o candidato tucano perdeu 10 pontos.

O país deve ter aproximadamente 140 milhões de eleitores, o TSE ainda não divulgou os números oficiais de 2010, Serra caiu 5 pontos em relação a pesquisa anterior.

Projetando que cada ponto equivale a 1.400 mi de votos, no total Serra perdeu quase sete milhões de votos. Dilma subiu 7 pontos e usando a mesma projeção, a candidata de Lula ganhou quase 10 milhões de votos.

Os humoristas também falam de coisas sérias



Caboclo: "Os jornalistas acabam escrevendo o que os patrões querem e acabam falando mal de coisa boa"

sábado, 22 de maio de 2010

O melô do Tucanic

DataFalha desta vez acertou: O rejeitado e a líder da pesquisa


Reproduzo o vídeo que saiu no Tijolaço do Brizola Neto.
Ao fundo o "Tucanic" vai afundando com o som do coral.

Não são somente as asas, a causa é o bico do tucano

A saia justa da Folha de S.Paulo ao explicar o crescimento de Dilma Rousseff nas últimas pesquisas e até na manipulada DataFolha, está deixando seus colunistas quase sem imaginação e inspiração para justificar o crescimento de Dilma e a queda de José Serra.

E um dos soldados de Serra de plantão na redação comenta em sua coluna, “Na pesquisa anterior, Serra tinha 42% no cenário sem Ciro. Dilma aparecia com 30%. Nos 35 dias que separam as duas sondagens, Serra perdeu cinco pontos e Dilma ganhou sete.

"Há mais notícias boas para a petista. No levantamento espontâneo (quando o pesquisador não apresenta nenhum nome ao entrevistado), Dilma foi de 13% para 19%. Passou Serra, que tem 14%".

O plantonista da tropa de choque ainda diz, "Pela primeira vez, o índice de rejeição ao tucano é maior que o da petista (27 contra 20). E, de novo pela primeira vez, Dilma aparece numericamente à frente de Serra num hipotético segundo turno (46 a 45), embora haja aqui empate técnico. Há um mês, o placar marcava 50 a 40. A favor de Serra".

E aí vem a conclusão do gênio da imprensa golpista, “O que deduzir disso tudo? Talvez o mais óbvio: Dilma se beneficiou muito da exposição ao lado de Lula no programa de TV do PT, exibido em horário nobre no último dia 13.

Foi a primeira vez que o presidente mostrou em rede nacional qual pode ser o seu papel na disputa. Mostrando que Dilma é competente.

Lula apresentou Dilma aos espectadores, elencando suas supostas qualidades, fazendo dela uma protagonista dos êxitos do seu governo. Ocorre que ele tem 76% de aprovação popular (bom/ótimo).

E concluiu: "Simbolicamente, Lula pegou Dilma no colo e a embalou diante das câmeras. Dizendo que Dilma cresce nas asas de Lula".

Será que ele não vê os dois lados, sabemos que não. Em vez de dizer que Dilma cresce sob as asas de Lula, e não enxergar que Serra caí a semanas por causa de suas declarações, quando abre a boca diante dos microfones e agride jornalistas, não tem coerência, não tem alternativa que se contraponha ao quadro atual de crescimento do país.

O plantonista da Falha de S.Paulo parece que não viu ou ouviu o monte de incoerências quanto ao MERCOSUL, do Banco Central, da repercussão das agressões de Serra, da sua truculência com trabalhadores e do aparecimento de Serra no programa do DEM, quem aparece ao lado do DEM pode crescer em pesquisas?

O que justifica o crescimento de Dilma são as propostas de continuidade de um governo bem avaliado e transformador das políticas sociais, não são as asas de Lula que faz Dilma crescer, é o bico do tucano que causa a queda de Serra que só faz lembrar o atraso e estagnação do país na época em que fez parte do governo FHC e quando foi governador de São Paulo.

Candidatura de Netinho de Paula leva a periferia e a juventude dos movimentos ao lado de Mercadante


“Este é um momento especial para mim porque sei que os manos de todo Brasil estão aqui representados. Sei que eles se orgulham por poder ter um negro com a minha origem disputando uma vaga ao Senado”, disse Netinho de Paula.

Renovação, juventude, periferia. Estas foram as palavras mais ouvidas na tarde desta sexta-feira, 21, durante o lançamento da candidatura do vereador Netinho de Paula, do PCdoB, ao Senado, em dobradinha com Marta Suplicy.

O evento – que lotou o auditório de um hotel do centro da capital paulista – marcou também o apoio do PCdoB ao pré-candidato ao governo estadual, Aloízio Mercadante.

Após lembrar o papel do histórico dirigente comunista João Amazonas na chegada de Lula ao poder, o senador Aloízio Mercadante disse que Netinho “tem papel histórico extraordinário” no processo de mudanças em São Paulo.

“O governo que aí está, depois de tantos anos no poder, não foi capaz de resolver a questão do transporte público que hoje é um dos piores problemas da cidade”, enfatizou, indicando que uma de suas bandeiras será a ampliação da rede metroviária e ferroviária.

No quesito educação, o petista defendeu a escola em tempo integral e atacou os tucanos: “temos também de valorizar os professores e não tratar com cacetete quem trabalha com giz”.

Com relação a Netinho, disse que ele será um “mano senador” e que “sua história mostra, assim como a do presidente Lula, que é possível vencer”.

Mercadante completou ainda dizendo: “se temos de vencer um grupo que há 27 anos governa São Paulo, o desafio de Netinho é ainda maior porque consiste em vencer os problemas e o preconceito que há séculos os negros sofrem”.

Para Mercadante, a hipótese de Netinho vencer para o Senado representa “o enfrentamento dessa direita preconceituosa que nunca admitiu haver discriminação no país”.

A candidatura de Netinho de Paula ao Senado com a chapa de Mercadante não representa somente uma coligação partidária, representa a participação na campanha da periferia, dos movimentos culturais de jovens, das entidades em defesa igualdade racial, que nem sempre são lembrados e quase sempre esquecidos.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Serra tem que usar tarja preta, "cuidado o trololó pode causar mal a saúde"

 
 E o fato ganha as principais manchetes dos jornais e sites da imprensa golpista e descompromissada com a história e a saúde pública ao dar destaque maior a um assalto em uma empresa que tem seguro e clientela abastada, do que ao incêndio no Instituto Butantan.

“Oito homens armados com submetralhadoras e escopetas invadiram a loja Tiffany & Co. do Shopping Cidade Jardim, no Morumbi, zona sul de São Paulo". E o caso vai ganhando as manchetes.

A joalheria Tiffany no Shopping Cidade Jardim, na zona oeste de São Paulo, deve reabrir apenas na próxima quarta-feira. 'O local foi assaltado na tarde de ontem e deve passar por perícia policial e da seguradora entre hoje e amanhã'.

E dá-lhe mais, 'Joalheria da Tiffany permanece fechada à espera de perícia', 'Testemunhas contam que roubo em foi "ação de profissionais". 'Ladrões roubam joalheria no shopping Cidade Jardim, em SP'.

Todo o país sabe que ineficiência da segurança pública em São Paulo e que foi desmontada no governo Serra, e essa notícia de um assalto a joalheira é tão comum quanto aos assaltos a bancos, a empresa de transporte de valores, a vários carros-forte, entre outros.

“Mas, não ressaltam um crime maior o descaso do governo paulista com um de seus maiores patrimônio, Instituto Butantan”, que desde o final do século XIX, a descoberta dos agentes causadores de doenças infecciosas representou um passo fundamental no avanço da medicina experimental, através do desenvolvimento de métodos de diagnóstico e tratamento de doenças como a difteria, tétano e cólera.

Um dos principais aspectos desse avanço foi o desenvolvimento da soroterapia, que consiste na aplicação de um soro formado por um concentrado de anticorpos no paciente. A soroterapia tem a finalidade de combater uma doença específica (no caso de moléstias infecciosas), ou um agente tóxico específico (venenos ou toxinas).

O Dr. Vital Brazil (Com z mesmo) mineiro da Campanha, médico sanitarista, residindo em Botucatu, consciente do grande número de acidentes com serpentes peçonhentas no Estado, passou a realizar experimentos com os venenos ofídicos.

Já em São Paulo, Vital Brazil identificou um surto de peste bubônica na cidade de Santos em 1899. Iniciou, então, em condições precárias, o preparo de soro contra essa doença em instalações da fazenda Butantan.

O Instituto Butantan tem uma das maiores coleções do mundo (54 mil) de espécies de animais que não faz muito sucesso por aí. São os insetos e répteis que picam quando ameaçados

Todos os especialistas ligados ao meio científico se manifestaram e concordam que, independentemente das causas do incêndio, a tragédia pode ser atribuída a um descaso das autoridades do governo do estado com a ciência e a saúde. Descaso do governo Serra.

“É muito simples. Hoje, apenas com extintores, se houver um princípio de incêndio e o fogo não for controlado rapidamente, o museu de Zoologia também vai ser destruído”, alerta um diretor que não quis se identificar com medo de represália do governo paulista.

Talvez a imprensa golpista não deu maior importância a está tragédia para não arranhar o seu preferido na disputa presidencial, José Serra, e não mostrar que o candidato que se diz do futuro, sofra arranhões com a realidade, pois não preservou nem o passado e nem o presente.

E como disse um pesquisador sobre a perda de estudos, registros e espécies animais, "Perdemos mais com o incêndio do Butantan do que se tivéssemos queimado dezenas de bibliotecas". O instituto Butatan é um dos maiores produtores de vacinas do mundo.

Serra demonstra ser um político e governante insensível com a ciência e a saúde, ele não criou o genérico, copiou, se apropriou da ideia de outro, ele é o verdadeiro genérico de governante. E devia usar tarja preta, com o aviso. "Cuidado o Trololó pode causar efeitos colaterais e fazer mal a saúde".

terça-feira, 18 de maio de 2010

O problema é nacional, como esconder o DEM


Na Bahia de quase todos os Santos, tinha o ACM, agora o ACM Neto, e os indícios de que prefeitos do DEM tenham se juntado ao ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e outros ao governador Jaques Wagner (PT), já se fala até em “debandada” e enfraquecimento do grupo carlista do candidato Paulo Souto (DEM).

O Senador goiano Demóstenes Torres (DEM) sempre foi muito ligado ao Governador Arruda (ex-DEM - DF), dizem que eram amigos de frequentarem as mesmas "rodinhas" de pessoas e recebeu da Linknet mais de 58 mil reais. Empresa apontada por Durval Barbosa (o do vídeo bomba), como a empresa que teria abastecido o caixa dois da campanha do governador afastado José Roberto Arruda (DEM, agora sem partido).

Em Alagoas há cerca de 15 dias, o presidente afastado da Assembléia Legislativa de Alagoas, deputado Antônio Albuquerque (DEM), foi ao apartamento nº 602 do Edifício Ticiano Becelli, em Jatiúca, bairro nobre de Maceió. É lá que mora o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB).

Em Tocantins, a senadora Kátia Abreu (DEM), conforme a platéia não é convidada, pode ter um público no local do evento formado por trabalhadores rurais, e todos já sabem que a "grileira" e latifundiária de terras improdutivas é contra as leis trabalhistas que obrigam os ruralistas a cumprir a legislação.

O Rio de Janeiro continua lindo, mas quer esconder as coisas feias para debaixo do tapete, Fernando Gabeira (PV) rejeita a participação no palanque do ex-prefeito César Maia (DEM), além da resistência do eleitorado à péssima avaliação das gestões do demo. Mas no palanque carioca do Partido Verde de Gabeira e Marina vão estar PSDB e o DEM.

As denúncias sobre o esquema de distribuição de propina que manteve o ex-governador José Roberto Arruda (ex-DEM), preso por dois meses na Polícia Federal. Arruda sempre foi apoiado por Cesar Maia e pelo seu filho o presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Acho um esforço em vão tentar esconder o DEM, porque todos acima apóiam Serra e seus parceiros, que tem como companheiro fiel o “Demo”. Em São Paulo, a dobradinha Serra e o prefeito Kassab (DEM) estão juntos desde 2004. Daí a Serra o que é de Serra, o DEM.

Projeto para a socialite é o forte dos tucanos


Maior butique de luxo do país troca Villa Daslu, onde ocupa 4.800 m2 em SP, por espaço de 3.000 m2 no JK Iguatemi, da família Jereissati. A Daslu, maior butique de luxo do país, vai mudar de endereço.

Deixará a área de 4.800 m2 que ocupa na Vila Olímpia, em São Paulo, para se tornar a principal loja do novo shopping JK Iguatemi -empreendimento vizinho, que pertence à família Jereissati.

A Daslu passa por dificuldades financeiras desde que foi alvo da Operação Narciso, realizada em 2005 por auditores, Ministério Público Federal e Polícia Federal. A loja recorre de dívidas fiscais cobradas pela Secretaria da Fazenda de SP e pela Receita, decorrentes de autuações por prática de importação irregular.

Na época a filha de Geraldo Alckmin (PSDB) era gerente da loja trambiqueira, a família do Senador, "tenho jato porque posso", Tasso Jereissati (PSDB) é a nova parceira da loja do mundo dos "jet set", cercado por tucanos por todo lado.

Eliana Tranchesi, dona da boutique Daslu, teve a prisão fixada em 94 anos e cinco meses e seu irmão, o empresário Antonio Carlos Piva de Albuquerque, foi sentenciado 94 anos e seis meses por crimes como descaminho, quadrilha e falsidade ideológica

Os débitos com o fisco paulista somam cerca de R$ 500 milhões (incluindo multas por sonegação de ICMS). Parte desse total (cerca de R$ 60 milhões) foi paga quando a Daslu aderiu ao programa de parcelamento da Fazenda. Com a Receita, estima-se que as multas por sonegação de impostos somam mais R$ 400 milhões.

A butique Daslu a preferida pelos apoiadores de FHC e Serra agora vai ter endereço novo. Tucanos e mundo dos socialite, tudo a ver.

Com eles o Bolsa Família é coisa de "pau-de-arara", eles estão preocupados com as bolsas de grifes que custam de R$ 5 mil a R$ 10 mil que são vendidas na lojas da butique de luxo e trambiqueira preferida de seus seguidores.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (IX)

DESVALORIZAÇÃO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO
PROFESSORES, TRABALHADORES DA SAÚDE,
DA JUSTIÇA ESTADUAL, POLICIAIS, MILITARES
E CIVIS, DELEGADOS

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (VIII)

FECHAMENTO INDEVIDO DE COMPORTAS
FALTA DE LIMPEZA DAS CALHAS DOS RIOS

INUNDAM VÁRIOS BAIRROS E CIDADES DO ESTADO

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (VII)

ÁGUA E SANEAMENTO BÁSICO

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (VI)

REPRESSÃO AOS ALUNOS DA USP

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (V)

CONFRONTO: POLÍCIA CIVIL X POLICÍA MILITAR

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (III)

TRABALHADORES DA USP

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (II)

SAÚDE

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (IV)


POLÍCIA CIVIL

Serra vê nas pesquisas os efeitos de seu (des)governo (I)

EDUCAÇÃO

A manchete que o PIG não vai publicar

Nova pesquisa mostra a mesma tendência
Dilma em 1º lugar tem 35,7% e
Serra atrás com 33,2%



Na pesquisa da CNT/Sensus divulgada hoje,
não é empate técnico porque a diferença de 2,5%
é maior que a margem de erro da pesquisa, 2,2%
Na pesquisa do Vox Popoli divulgada na 6ª feira,
Dilma tem 38% e atrás aparece Serra com 35%,
a diferença é de 3% e maior que os 2,2% da
margem de erro.

Lula lá, Lula aqui, Lula em todo lugar do mundo

Lula lá



Lula aqui



Lula no mundo


Por ordem médica, Serra é proibido de ver novas pesquisas

domingo, 16 de maio de 2010

Eleições 13*: Ela vem chegando

(*) Eleições 13. Em toda postagem que o Blog trouxer um fato, comentar um dado, ou uma pesquisa sobre as eleições deste ano trará o título de "Eleições-13".

Reverenciando as eleições de 2010, ao contrário da Folha de S.Paulo que denomina como “Eleições-40”, nós destacamos a eleição deste ano depois de treze presidentes da República eleitos pelo voto direto ou indiretamente, após o ano de 1951, nos anos 50 a década da modernidade, e do avanço econômico do país.

Quando o Brasil conquistou o maior número de leis em apóio aos trabalhadores, e a soberania nacional, com a Petrobras, CSN, e a Eletrobrás.

Não serão considerados os presidentes que assumiram por impeachment, e nem por juntas militares, ou por morte do eleito, só os que levaram o presidente da república a vestir a faixa presidencial.

Getúlio Vargas foi o presidente que aprovou no país até os dias de hoje o maior número de lei que mais beneficiou as classes trabalhadoras e foi denominado como o "pai dos pobres".

Pós Getúlio Vargas foi o governo Lula que mais se aproximou dos ideais de Vargas, a igualdade social, a evolução econômica, e a soberania nacional. E por Dilma Rousseff representar o 3º mandato do presidente Lula.

Uma homenagem a conquista de primeiro lugar da candidata Dilma Rousseff nas pesquisas.


sábado, 15 de maio de 2010

Lula, um homem simples que o povo consagrou

       

Um brasileiro nato,
Nas lutas por melhoria fez grande revolução,
Lula, Lula, Lula, Lula, que o povo consagrou,
Passe o tempo que passar sua conquistas e glórias,
Na história vão se eternizar,
Destemido e inteligente,

Foi até elogiado lá fora, no exterior
Exemplo de perseverança...
Plantou esperança.....
Derrubando preconceitos, provando para muita gente,
Que é possível um homem simples ser um grande presidente....

Campanha: Mande uma música sobre homens públicos e suas histórias.
Se você tiver alguma música que fale da trajetória política de FHC ou José Serra, envie-nos que iremos publicar e divulgar.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Nakba, a chave de casa

   
Os cerca de 1,5 milhões de árabes israelenses são descendentes dos 160.000 palestinos que permaneceram no país depois da criação do Estado judeu. Cerca de 760.000 palestinos foram forçados ao exílio.

A sorte destes refugiados e de seus descendentes, que representam no total quase 4,5 milhões de pessoas, é um dos temas mais sensíveis do conflito israelense-palestino. Israel se recusa a deixar que esses refugiados voltem para seu território.

Os palestinos ainda se lembram da noite em que as forças israelenses invadiram a aldeia, que tinha cerca de 5.000 habitantes em 15 de maio de 1948. A maioria das casas foi arrasada pelos soldados israelenses. "Até daqui a um milhão de anos, estaremos pedindo o direito ao retorno dos refugiados na Palestina".

Afirmou, um estudante de 21 anos, segurando uma imensa bandeira com uma foto de Che Guevara, que considera como "um símbolo de vitória". Para marcar seu compromisso com uma terra da qual seus refugiados foram expulsos por Israel, os palestinos inauguraram na Cisjordânia um "campo do retorno".

O campo abriga uma exposição de fotos e documentos relatando a "Nakba" (a catástrofe em árabe) que representou para os palestinos a criação de Israel, em 1948. Em Belém, no sul da Cisjordânia, centenas de palestinos desfilaram em volta de um caminhão que transportava uma gigantesca chave metálica.

A chave, de 10 toneladas, simbolizava o compromisso de cada refugiado com a casa que foi obrigado a abandonar em 1948. Com cerca de 10 metros, a chave foi especialmente fabricada por uma associação de jovens refugiados para a comemoração do 62º aniversário da Nakba.

Muitos ainda guardam a chave de suas residências antes de "Nakba", como símbolo da esperança de um dia poder voltar para ao antigo lar, mesmo sabendo que as casas onde moravam não existem mais.