terça-feira, 20 de julho de 2010

Não atirem no mocinho, o outro que é o bandido


Desespero: Serra está atirando para todos os lados

Desde que se anunciou o vice de Serra, o inexpressivo e despreparado deputado federal, Indio da Costa, o vigésimo sexto nome depois de 25 tentativas frustradas que começou com Aécio Neves, passando pelo nome de José Roberto Arruda, preso durante dois meses pela PF), e de ver outra vez outro candidato de sua preferência a vice, o senador Sérgio Guerra (PE) ser eliminado
Serra foi surpreendido pela notícia de que Guerra tem 38 funcionários nomeados pelo Senado, inclusive uma família inteira, em seu escritório político do Recife, o que inviabilizou por completo tê-lo como candidato a vice-presidente na chapa demotucana.
O desgaste do candidato Serra e seu destempero ficou muito visível, a começar pelas entrevistas quando Serra atacou até seus correligionários da imprensa, no caso mais claro o nervosinho José Serra se irritou com pergunta de Miriam Leitão e disparou, ao vivo: " Você vai me perdoar, é uma grande bobagem".
Depois foi com a pergunta sobre o número e o alto valor dos pedágios, e Serra ordena solenemente para Heródoto Barbeiro, seu funcionário na TV Cultura e me vez de responder: "Vamos adiante!".
O descontentamento do tucano com a sua evolução nas pesquisas eleitorais que oscila de 35% a 37% desde novembro do ano passado, o crescimento de Dilma em torno de 16% nos últimos 90 dias aliados a falta de impacto em seus discursos contraditórios e posições dúbias em relação a economia e política externa levaram Serra a um descontrole emocional que ele tenta esconder, mas não consegue.
Na semana passada outro jornalista de sua maior aliada na mídia, o jornal Folha de S.Paulo, deixou Serra mais possesso, Fernando Rodrigues disse em sua coluna na UOL"Pesquisa interna do PT (não registrada no TSE), com 3.000 entrevistas domiciliares, aponta Dilma com 43% e Serra com 36%.
Como duvidar de que seriam suspeitas de ser noticia plantada, quem vazou os resultados foi o colunista Fernando Rodrigues, do UOL, o portal do grupo "Folha". Mais serrista, é impossível.
O desgaste que sofreu ao se auto declarar o criador do FAT, desmentido publicamente pelas centrais sindicais e pelos anais da Câmara dos Deputados.
Nos dez primeiros dias de campanha Serra não tem encontrado plateia, público, militantes em seus comícios e caminhadas, e chegou até desmarcar o de Itabuna na Bahia. Serra demonstra cada dia mais estar desequilibrado e perdido, até o prefeito de Itabuna não compareceu ao seu comício mesmo sendo do DEM, vai apoiar Dilma.
Somando todos os fatos e desgastes em sua campanha, Serra foi submetido a outra saia justa, as declarações destrambelhadas de seu vice.
E o que disse Serra depois dessas declarações do despreparado e inconsequente Indio da Costa na imprensa ontem, "Serra endossou ontem a associação entre o PT e as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), feita por seu candidato a vice, Indio da Costa (DEM), mas evitou referendar a ligação entre o partido e o narcotráfico, como o deputado havia feito".
Depois do descontrole emocional e o desequilíbrio do tucano que vem se acentuando e após essas declarações na imprensa, não podemos ter mais dúvidas, o Indio da Costa é um desajustado mocinho, o bandido mesmo é o Serra.

Um comentário:

  1. Muito bom seu comentário, vou visita-lo com frequencia.

    ResponderExcluir